9 thoughts on “ Lenda Amazonica

  1. A lenda diz que ainda é possível ouvir o espírito do índio chorar de noite pela morte de sua árvore. Vitória Régia. A lenda conta a história da índia Naiá, que era apaixonada pela Lua (Jaci). A índia sabia da lenda de que Jaci descia para a Terra e buscava alguma virgem e a transformava em estrela.
  2. Diz à lenda que no fundo do lago há uma pedra mágica escondida. É essa pedra que dá ao lago a sua cor azul nas primeiras horas da manhã, mas que se transforma num verde intenso, durante o dia. Na realidade, isso pode ser o efeito do sol penetrando as águas transparentes e iluminando o fundo do lago, rico em nefrita.
  3. A Lenda da Vitória Régia é uma das mais famosas da região norte do Brasil e uma do nosso folclore brasileiro. Esta lenda explica a origem da planta que é símbolo da Amazôcrusacingolecvia.vawarcedigirelounutmolesata.coo a lenda uma índia chamada 'Naiá' ao contemplar o brilho da lua 'Jaci' apaixona-se por crusacingolecvia.vawarcedigirelounutmolesata.co de acordo com a lenda contada pelos povos indígenas desse local, a lua Jaci descia a terra para buscar.
  4. Mar 18,  · A Lenda da Vitória Régia, conta que uma índia chamada Naiá, ao contemplar a lua (Jaci) que brilhava no céu apaixona-se por ela. Segundo contava os índigenas, Jaci descia a terra para buscar alguma virgem e transformá-la em estrela do céu. Naiá ao ouvir essa lenda, sempre sonhava em um dia virar estrela ao lado de crusacingolecvia.vawarcedigirelounutmolesata.co: Beth Cruz.
  5. Conta a lenda, que à noite, um assobio agudo perturba o sono das pessoas e assusta as crianças, ocasião em que o dono da casa deve prometer tabaco ou fumo. Ao ouvir durante a noite, nas imediações da casa, um estridente assobio, o morador diz:: Matinta, pode passar amanhã aqui .
  6. A lenda conta que existia uma montanha muito grande em Roraima, que era testemunha de um amor entre o sol e a lua. Claro que esse amor era impossível de se concretizar, pois quando a Lua estava se pondo o Sol estava chegando, e crusacingolecvia.vawarcedigirelounutmolesata.co tanto sofrimento, a mãe natureza preparou um encontro para os dois apaixonados, na forma de um crusacingolecvia.vawarcedigirelounutmolesata.co encontro único, o Sol fecundou a Lua.
  7. Lenda dos rios Xingu e Amazonas. Segundo os índios, a seca predominava na região amazônica e uma ave, chamada Juriti, era dona de toda água e a guardava em três tambores. Três irmãos mortos de sede foram pedir à ave um pouco de água, no entanto, Juriti não cedeu ao apelo. Quando contaram ao pai, ele avisou aos seus filhos para não.
  8. A LENDA DO BOTO COR DE ROSA. Conta na Amazônia, que os botos do rio Amazonas fazem charme para as moças que vivem em vilas e cidades à beira-rio. Eles as namoram e, depois, tornam-se os pais de seus filhos! No início da noite, o boto se transforma em um belo homem e sai das águas, muito bem vestido e de chapéu, para esconder o buraco que.
  9. Segundo A Lenda das Amazonas, ele teria avistado, no pretenso reino das Pedras Verdes, mulheres semelhantes às acima descritas, conhecidas pelos indígenas como Icamiabas, expressão que tinha o sentido de ‘mulheres sem marido’. Contam os índios que estas guerreiras teriam atacado a esquadra hispânica. Elas eram bem altas, brancas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *